Wagner da Gráfica (PRTB)
Prefeito de Formoso do Araguaia, Wagner da Gráfica (PRTB)

O prefeito de Formoso do Araguaia, Wagner da Gráfica (PRTB), empreendeu viagem na terça-feira (8) a Palmas, na agenda uma reunião na sede do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins, órgão responsável pela fiscalização nos municípios.

Na sede do TCE, o chefe do Executivo de Formoso, acompanhado pelo vice-prefeito Bonanza, ex-deputado Udson Bandeira e o deputado José Augusto, foram recebidos pelo presidente do tribunal, Severiano Costandrade e o corregedor-geral Manoel Pires dos Santos.

Wagner da Gráfica (PRTB)
Prefeito de Formoso do Araguaia, Wagner da Gráfica (PRTB)

Durante a reunião Wagner da Gráfica, relatou aos conselheiros, como recebeu a prefeitura de Formoso do Araguaia, com uma divida astronômica de mais de R$ 9 milhões de reais, inadimplente com o Governo Federal, buracos no asfalto por toda a cidade, diante do quadro e obedecendo a LRF solicitou oficialmente, uma auditoria nas contas da Prefeitura.

ENTENDA O CASO

Os primeiro números da Prefeitura de Formoso do Araguaia, levantada pela nova administração do prefeito Wagner da Gráfica   (PRTB) mostra uma divida herdada de mais R$ 9 milhões de reais, entre fornecedores, salários de funcionários e IPAFA, deixada sem pagamento, pela gestão anterior (Pedro Rezende).

De acordo com o prefeito Wagner da Gráfica (PRTB), a prefeitura está praticamente falida e sem acessos a recursos federais e estaduais, pela falta das certidões (CND). “Até o momento levantamos uma divida em torno de R$ 2 milhões com fornecedores e funcionários, além de R$ 7 milhões com o IPAFA (Instituto de previdência dos servidores)”, enfatiza.

O prefeito disse ainda que a maior preocupação nesse inicio de mandato, é com astronômica divida do IPAFA que bloqueia qualquer tipo assinatura de convênio e recebimento de recursos do Governo Federal e outras entidades, até que a prefeitura esteja totalmente regular com a previdência e o nome retirado do CADIN (Cadastro de Inadimplentes do Governo Federal).

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.