A prefeita de Campina da Lagoa, Célia de Paula, decretou situação de emergência em todo município
A prefeita de Campina da Lagoa, Célia de Paula, decretou situação de emergência em todo município

A prefeita de Campina da Lagoa, Célia Cabrera de Paula (PRTB), decretou situação de emergência em toda a área territorial do município devido aos estragos provocados pelas fortes chuvas que atingem a região.

A prefeita estima mais de R$ 1 milhão em prejuízos. Não há registro de pessoas mortas ou desalojadas em decorrência das chuvas.

As fortes chuvas destruíram várias estradas rurais

A prefeita de Campina da Lagoa, Célia de Paula, decretou situação de emergência em todo município
A prefeita de Campina da Lagoa, Célia de Paula, decretou situação de emergência em todo município

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, há pelo menos 15 dias a chuva não dá trégua no município. Conforme a prefeita, de acordo com levantamento preliminar, pelo menos 20 pontes foram destruídas e vários bueiros e galerias pluviais danificados. Há também registro de vários alagamentos a residências na área urbana. “A nossa cidade está vivendo uma catástrofe”, lamentou Célia.

A prefeita comentou que como a chuva não tem dado trégua, não há como fazer trabalhos emergenciais para amenizar a situação. Uma das principais preocupações, falou, é que devido à queda de pontes e estradas destruídas, o transporte escolar não poderá chegar a alguns pontos. “São locais que enquanto não arrumar não há como o transporte escolar chegar”, falou a prefeita. Célia acrescentou que Campina da Lagoa é o segundo município da Comcam com a maior extensão rural. “São muitas estradas e não temos condições de estar arrumando sozinhos”, lamentou.

Com o município em situação de emergência, a medida agiliza a liberação de recursos por parte dos governos estadual e federal e permite também que sejam feitas contratações emergenciais a fim de suprir a demanda excedente que precisará de serviços públicos urgentes e de qualidade, e dispensa a licitação para aquisição de bens necessários. “Precisamos do apoio dos Governos sozinhos não teremos condições de fazer muita coisa”, completou a prefeita.

Segundo em situação de emergência

Na Comcam, Campina da Lagoa é a terceira cidade a decretar situação de emergência devido às chuvas. Hoje o município de Iretama anunciou a medida também. Na semana passada, Roncador já havia decretado situação de emergência. No município, segundo o coordenador geral da prefeitura, Áudio Ciupa, a situação é caótica. Na cidade, o pátio de maquinários está comprometido, grande parte das estradas rurais está intransitável, e o município ainda não tem certidão negativa, o que impossibilita a prefeitura de receber recursos dos governos federal e estadual.

DEIXE UMA RESPOSTA