Enquanto quem pontua nas pesquisas enfrenta incertezas sobre o futuro, partidos menores têm dito que lançarão candidaturas próprias à Presidência de 2014.

O deputado José Maria Eymael, presidente do PSDC, afirmou ao Estado que seu nome estará na urna eletrônica.

Levy-estadão

Ivan Valente, presidente nacional do PSOL, também garante que o seu partido terá candidato. O mesmo vale para o PV.

Levy Fidelix, do PRTB, também: “Nossa musculatura será bem maior em 2014, já que contaremos com o apoio do Partido dos Militares do Brasil e do PAI (Partido dos Aposentados e Idosos)”, diz, referindo-se a partidos sem registro no TSE.

Fonte: O ESTADO