O presidente do PRTB, Levy Fidelix, revoltou-se com a “onda separatista” que atinge o Brasil. “No Sul, pessoas – brasileiros como nós, que amam o verde e amarelo – querem que o Sul se separe. Mas não é só no sul. Na Amazônia já há gente trabalhando pelo “Amazônia é nossa”.

Para Fidelix, a onda separatista é resultado do esforço de setores da esquerda para dividir a nação: “Temer, Meirelles, Foro de São Paulo, petistas, petralhas, Illuminati, Soros, Fernando Henrique… olha o ponto a que chegaram! Para dividir a sociedade não basta a questão de gênero? A questão racial, de quotas? Desde o ano passado eu previ isso! Eu previ que o próximo passo seria fatiar essa nação e instigar o ódio e o rancor entre os brasileiros. Isto é absurdo!”.

O presidente do PRTB alerta: “é por isso que a nação pede urgentemente que os militares retornem. E eu estou junto com os militares para não permitir a divisão de nossa terra, de nosso querido Brasil. Srs. militares, contem comigo, contem com o PRTB”.

Fidelix voltou a sugerir uma intervenção militar: “Por isso que eu digo também: deste fundão eleitoral, o PRTB abre mão. Da forma que está é para aqueles que estão no poder prosseguirem o fatiamento da nossa nação, jogando brasileiros contra brasileiros. Isso não pode continuar. Eu concito aos senhores militares que imediatamente tomem a decisão e não esperem que o Judiciário venha julgar esse povo que está no poder, porque não vão julgar nunca! O Executivo já está envolvido nessa tramoia, o Legislativo também está, e lamentavelmente parte do Judiciário coonestado já está também. Chega! Não à divisão e sim à União!”.

Com informações do site “Gazeta Social” em http://www.gazetasocial.com/2017/10/fora-traidores-da-patria-o-brasil-nao.html